Allam Khodair Notícia em Destaque
21/07/2013
Brasileiro de Marcas

Acidente tira Khodair da briga por pódio no Marcas

A chuva não se confirmou e a disputa da 3ª etapa da Copa Petrobras de Marcas, neste domingo (21), em São Paulo (SP), foi bastante conturbada, com Safety Car, toques e acidentes nas duas corridas ocorridas nesta manhã. Na equipe J.Star Racing, na corrida 1, Leandro Romera marcou quatro pontos, terminando em 12º, Allam Khodair também foi um dos “sobreviventes” e terminou em 16º. Já na corrida 2, os pilotos dos Chevrolet #18 e #88 não saíram ilesos dos incidentes da prova.

Leandro Romera sofreu uma grave batida após a chicane – sequência de curvas em formato de “S” utilizada para diminuir a velocidade -, restando poucas voltas para o final, felizmente, sem gravidade para o piloto.

“Na primeira bateria tive um toque na largada e fui para último do pelotão. Busquei recuperar posições com bastante dificuldade. Na segunda na primeira volta consegui ir para a sétima posição e quase no final da prova, na chegada da chicane, alguma coisa aconteceu na suspensão, o carro tomou a trajetória do muro com o `soft wall` e bati forte. Uma pena, pois não marquei muitos pontos nessa etapa e agora, temos que nos esforçar bastante para continuar na luta pelo título do campeonato”, explicou Romera.

“As duas corridas foram com muitas bandeiras amarelas e também não pude tirar proveito como gostaria. Agora o que nos resta é saber que aprendemos bastante, tanto no acerto de seco, quanto de chuva. Temos um carro competitivo em todas as circunstâncias e vamos trabalhar duro para as próximas etapas e esquecer esta”, completou Romera.

O companheiro Khodair, largou em sexto na primeira prova e na segunda em 16º, por isso lembrou as dificuldades de se largar atrás. “A segunda bateria aconteceu em condições pouco favoráveis e largando lá atrás é pior ainda”, explicou o piloto.

O chefe da equipe, Celso Jordão, esperava um resultado melhor, mas está satisfeito com a evolução que o time vem tendo e, espera na próxima etapa do campeonato mais pontos. “Com as alterações de freios que tivemos nos treinos e nas provas anteriores, para a corrida conseguimos equalizar. Talvez o resultado não justifique o que poderia ter sido. Nossos carros precisarão de uma revisão completa, praticamente serão reconstruídos para a próxima etapa”, contou Jordão. “Estou muito satisfeito com os nossos pilotos, estamos em uma evolução constante e boa tecnicamente”, finalizou o engenheiro.

A equipe J.Star Racing conta com patrocínio da Trend Bank, IPQ Instituto de Psiquiatria, Flexomarine, Schahin, TB Multiserviços, Duralitte, PPR, Ripavel, Dimep Sistemas, Yuny, Unitalo – Centro Universitário Ítalo Brasileiro, AC Delco, Minerva S.A., Atua Construtora, Soluções Madis Rodbel, UTC Engenharia, Malas Cruzeiro, Colonial Rodas, Kasinski Revolucionária e Benfica.

Parceiros